- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.552.800 VISITAS < > AGOSTO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Souvenir de Portugal

Letra e musica de Carlos Paião
Repertório de Dulce Guimarães

Já tem um souvenir
Não tem um souvenir, um souvenir de Portugal
Mas compre um souvenir
Um belo souvenir que é de fabrico nacional
E leve um souvenir
Para se prevenir contra a saudade habitual
Um super souvenir
Um super souvenir, um souvenir de Portugal

Souvenir temos muito é só pedir
Souvenires é o que há mais / Temos rendas, madeirais
Anéis, tapetes d’arraiais
Muito galo rócócó / De Barcelos e não só
Pandemónio, pão de ló
E temos trouchas d’ovos / E temos trouchas novos
São souvenires de Portugal

Souvenir compre logo não embirre
Temos vinhos e melões / Avarias, camiões
E morenaças, morenões
Tanta praia que p'rai há / Monumentos ou quiçá
Aqui só há deus-dará
Há tudo o que quiser / Há do que ninguém quer
São souvenires de Portugal