- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

A minha história

Letra e música de Jorge Fernando
Repertório do autor 

Actos de contrição ou fé perdida
A vida que se estende como esmola
O quase, a apoquentar-me sempre a vida
Mas eu mãe, só sei tocar viola

Dentro de ti roçaste a alma isenta
Da argúcia, que me falha a toda a hora
Sou triste, e a alma é triste quando tenta
Enquadrar-se no que há de si por fora

Dizes de mim que o coração me trai
Ao cegar-me a razão e o pensamento
Que eu tenho os olhos iguais aos do pai
E tal como ele, ando ao sabor do vento

Sinto-me como a flor, cuja raiz
Pela secura da terra, a flor isola
Quis ser como tu querias, sempre quis
Mas eu mãe, eu só sei tocar viola