<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Fado português 2

António Torres / Fernando Ferreira / Alves Coelho 
Repertório de Nuno da Câmara Pereira 

Da guitarra o doce arpejo / Nem toda a gente o entende; 
O fado é tal qual um beijo / Dum ser que à vida nos prende

Pra se ter ao fado amor / Basta ouvi-lo uma só vez
Mas tem muito mais valor / Quando canta um português

Ouvindo a linda canção / Ninguém se pode conter
É tão grande a comoção
Que no peito o coração / Pula sempre de prazer

Sabe tão bem ouvir o fado bem cantado
Numa noite de luar
Que encantos tem, triste balada, doce toada
Que até nos convida a amar

Da guitarra o doce arpejo / Nem toda a gente o entende
O fado é tal qual um beijo / Dum ser que à vida nos prende

Quem canta seu mal espanta / Quem sofre, sabe cantar
O fadinho prende, encanta / Fazendo as mágoas passar

Esta balada dolente / Faz esquecer todo o mal
O fado dá alma à gente
E será eternamente / A canção de Portugal