- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - - - -
As 5.440 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os
- - - - -
Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo*
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Agora que não sabes mais de mim

Carlos Leitão / Alfredo Duarte *fado cuf*
Repertório de Carlos Leitão

Agora que não sabes mais de mim
Não sei se por acaso ou por vontade
Planta mais um cravo no jardim
E chora uma vez mais esta saudade

Odeia-me à vontade, trai lembranças
Deixei o nosso amor mas não o acabo
Sou isto, a revolta de crianças
Nascidas do meu Deus e o Diabo

Sou povo angustiado e madrugada
Num corpo masoquista em solidão
Sou sempre a nossa história inacabada
Sou o sangue por chegar ao coração

Ainda que procure o mesmo fim
Que esteja à minha frente sem saber
Agora que não sabes mais de mim
Talvez eu ‘inda esteja por nascer