- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Névoa te tornaste *Cinzento*

Florbela Espanca / Custódio Castelo
Repertório de Cristina Maria

Poeiras de crespúsculos cinzentos
Lindas rendas velhinhas em pedaços
Prendem-se
aos meus cabelos, aos meus braços
Como brancos fantasmas sonolentos

Monstros soturnos deslizando lentos
Devagarinho, em misteriosos passos
Prende-se a luz em languidos cansaços
Ergue-se a minha cruz dos desalentos

Poeiras de crespúsculos tristonhos
Lembram-me o fumo leve dos meus sonhos
A névoa das saudades que deixaste

Hora em que o teu olhar me deslumbrou
Hora em que a tua boca me beijou
Hora em que em fumo e névoa te tornaste