- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Marujinho português

Mário Raínho / Fernando Ribeiro
Repertório de Alice Pires

Quando Deus criou o mar / Logo pensou, quando o fez
Tenho agora que criar / Um marujo português

Faz-me ao mar a força viva / Deste português de fé
Nau duma esperança festiva / Que não andou à deriva
Como a arca de Noé

Meu portugês marujinho / Infante de muitas rotas
Quantas paisagens remotas / Colheste pelo caminho
E do mar ao regressar / Num porão de caravela
Trazias cheiro a canela / Com mistura de cravinho

Venceste o Adamastor / Com essa fé que sentias
Peito erguido sem temor / 
Nas caravelas dos dias

O olhar, perdido, em frente / Sentindo que o mundo chama
Assim foste ao Oriente / A esse cais de nova gente
Nas naus de Vasco da Gama

Gaivota, sonho em viagem / Que um dia regressa ao ninho
Sobre o convés da coragem / 
Meu português marujinho