- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Ao correr da pena

Manuela de Freitas / Fernando Freitas *fado pena*
Repertório de Camané

Não fôra tanta porta que se fecha
De cada vez que te abro o coração
Não fôra tu só teres razões de queixa
E eu ter de te dar sempre razão

Não fôra este silêncio como fardo
Que pesa sobre nós a toda a hora
E tu não entenderes que quando tardo
È só p'ra não te ouvir mandares-me embora

Não fôra tu dizeres que não partiste
Apenas porque tens pena de mim
E eu acreditar, ao ver-te triste
Que mesmo sendo pena, é mesmo assim

Não fôra tanta coisa que não presta
Pesar demais no livro da nemória
E ao correr da pena que nos resta
Escreviamos de novo a nossa história