<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Amor em dó maior *declaração de intenções*

Maria do Rosário Pedreira / Casimiro Ramos *fado três bairros*
Repertório de Aldina Duarte

Passa o tempo e não apaga
A memória que a semente
Guarda da mão que a plantou
Quem diz que o amor se acaba
Ou quer esconder o que sente
Ou nunca na vida amou

Eu tive um amor tão grande
Que quando o perdi, não nego / Já não quis amar ninguém
E, por mais que a razão mande
Meu coração ficou cego / Aos encantos de quem vem

Quem nunca esconde o que sente
Vai contar hoje essa história / De um amor que não vingou
Passa o tempo, e a semente
Guarda consigo a memória / Da mão que um dia a plantou;
Quem nunca esconde o que sente
Não pode esquecer a história / Desse amor que não vingou