<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
As 5.800 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Vou-te contar

Letra e musica de Diogo Clemente
Repertório de Carminho

Vem, vou-te contar por dentro dos meus sonhos
Como que uma aurora
Chegou de longe e veio p’ra me ver
Que envergonhada eu fui e agora

Vem, vou-te contar
Atravessou os meus versos, fez-se luz
Beijou-me as mãos, deixou-me o seu perfume
Negro lume a entrançar bem devagar
As linhas leves da minh’alma
Folhas da minh’alma, versos só de calma
E fez lugar do que era meu
E rescreveu, qual mão de Deus
As pedras que eram dor no meu caminho
E eu cega de paixão e de desejo
Dei-lhe um beijo sem querer

Parou o tempo aqui na minha boca e meu amor
Que aconteceu ?
Que tudo o que foi nosso à frase rouca de um adeus
Em ti morreu ?
Então olha os meus olhos e hoje vem, vou-te contar