- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.685 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Novo vira do Minho

António Laranjeira / André Teixeira
Repertório de António Laranjeira

Ó Minho Minho, ó verde Minho
Cantas e danças, não andas sozinho
Ó Minho Minho, ó verde Minho
Cantas e danças, não andas sozinho

Ai vira que vira
Ai vira d’Agosto
O ouro que brilha
Dá cor ao teu rosto
Ai vira que vira
Ai vira do mar
Quem vira não vira
Meu amor chegar

Talvez eu me engane mas quem não se engana
Deixei a tristeza perdida em Viana
E no alto Minho já ninguém me apanha
O Minho é mais Minho ao deixar Espanha

Ó Minho Minho, Minho brilhante
Ao cantar do galo, que a fé se levante
Ó Minho Minho, já te vi um dia
Rezando baixinho subindo a agonia

Talvez eu me engane, mas quem não se engana
Deixei a tristeza perdida em Viana
E no alto Minho, já ninguém me apanha
O Minho é mais Minho ao deixar Espanha