- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Balada dos desejos impossíveis

Fernando Pinto do Amaral / António Zambujo
Repertório de Carolina

Pudesse o nosso coração
Ser mais que o lume dos sentidos
Pudesse eu dar-te a minha mão
Quando estivéssemos perdidos
E ver nos gestos proibidos
Do corpo a única certeza
Até ficarmos confundidos
Já para além da natureza

Pudesse a noite mais escura / Abrir na lenta madrugada
Uma promessa de aventura / P'lo nosso sangue iluminada
E nessa febre desesperada / Eu visse enfim, nascer o dia
Até que o nosso próprio nada / Fosse matéria de alegria

Pudesse aquilo a que chamamos / Amor, paixão, ou só desejo
Ser mais real quando roubamos / À morte, o nosso último beijo
Talvez então a luz do Tejo / Fosse outra luz reflectida
Plo teu rosto que mal vejo / E fosses tu a minha vida