- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Deusa do amor

Manuel Delindro / Miguel Ramos *fado margaridas*
Repertório de Manuel Delindro

Ó deusa do amor que apareceste
Aqui na minha ilha tão perdida
Ó bela adormecida que trouxeste
A luz do novo amor à minha vida

Ó minha mariposa bela e doce
Abre as asas douradas… vem a mim
A loucura feliz que aqui me trouxe
Tem princípio, tem meio… e não fim

Não desprezes a vida um só momento
Pois dela surgirá o entardecer
Um misto de ternura e sentimento
Dará fulgor ao nosso amanhecer

Ó deusa do amor que não rejeito
Se queres cortar a raiz à ilusão
Então, a ferro e fogo, abre meu peito
Arranca-me a esperança e o coração