- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Razão do meu viver

Gonçalo Salgueiro / Jaime Santos *fado alvito*
Repertório de André Batista

Nosso fado já não volta
O céu chorou de revolta
Por não mais nos encontrar
A noite ao som da guitarra
Toada triste e bizarra
Canta e espera o teu chegar

Minha voz perdeu a cor
Doeu-me o corpo de amor / Neste nunca amanhecer
O luar brilhou sozinho
Acendeu outro caminho / Apagou o meu viver

Tu não podes entender
A razão deste meu querer / Deste mal que me faz bem
Não pertence a este mundo
Sentimento tão profundo / Ninguém sabe de onde vem

Se um dia ouvires meu fado
Tão dolente e já cansado / Porque te trago comigo
Já não canto pra te alcançar
Pois o triste não pode amar / Já só canto por castigo