- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.580 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado é canto peregrino

Mascarenhas Barreto / António dos Santos
Repertório de Ricardo Ribeiro

Fado é canto peregrino
Fado de ontem é saudade
Fado de hoje é ansiedade
O de amanhã é o destino

Nasce quando nasce a lua / Morre ao alvor matutino
Vagueia de rua em rua / Fado é canto peregrino

Se recorda uma aventura / Da risonha mocidade
É lembrança que perdura / Fado de ontem é saudade

Canto da alma perdida / Pelos cantos da cidade
É mágoa da própria vida / Fado de hoje é ansiedade

Tem sempre um quê de pecado / Algo também de divino
Amor que passou é fado / O de amanhã é destino