- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Alma de fadista

Isidoro Cavaco / Frederico de Brito *fado artilheiro*
Repertório de Claudia Madeira

A minha alma de fadista
No meu peito incontrolada
É boémia e bairrista
Foi para o fado traçada

Quis o destino que fosse / O fado a minha sorte
Nada mudei do que trouxe / Ser fadista foi mais forte

Se a minha alma encontrou / No fado o seu sentir
Sou fadista porque sou / Não posso ao fado fugir

Sinto-me bem a cantar / Tristezas que o fado tem
Às vezes chego a pensar / Se o fado sou eu também

Por só no fado encontrar / Os meus sonhos de menina
Se nasci para cantar / Ser fadista é minha sina