- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.580 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado do pastel de nata

Leonel Moura / José Duarte Seixal *fado seixal*
Repertório de Leonel Moura

Vai à mesa do freguês
Servido em salva de prata
Esse vaidoso burguês
É nobre, é português
O belo pastel de nata

Bem cremoso e tostadinho / O rei da pastelaria
Amigo do cafézinho
É melhor ainda quentinho / Quando nasce um novo dia

É servido com canela / Ou servido ao natural
É de aparência singela
Esta iguaria tão bela / No mundo não há igual

É famoso no estrangeiro / E tanta vaidade tem
Dos pastéis é o primeiro
E o povo do mundo inteiro / Vai aos pastéis de Belém

Com a bica ou com galão / Ou outra qualquer bebida
P’ra manter a tradição

Pastel de nata na mão / E o povo lá vai à vida