- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

As minhas ultimas sextilhas

Marquês de Vale Flor / Frederico de Brito *fado da azenha*
Repertório de Rodrigo

Como réu das minhas culpas
Só no tribunal de Deus
Eu poderei ser julgado
Vocês, pessoas adultas
Com corpo e alma de ateus
Sabem lá o que é pecado

A ninguém dou o direito
De me poder condenar / Ou de me negar o céu
Mas se acaso sem defeito
Alguém me quiser julgar / É mais pecador do que eu

Tendo por lei o egoísmo
Está tão cega a humanidade / Que já nem tem coração
E talvez por atavismo
Nunca vi, só por bondade / Alguém dar a outro, a mão