- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

O baixinho

António José / João de Vasconcelos
Repertório de Maria Armanda

Pouco mais de metro e meio / Homem maduro e moreno
Sem complexo nem receio / De ser um homem pequeno

Graçolas ouve dizer / Mas responde verdadeiro
Nada me falta para ser / Um homem de corpo inteiro


Olha o baixinho de fato novo
Que mexidinho galã do povo
De namoradas nunca te fartas
Por tua causa há zaragatas
E mesmo alguma que não te liga
Mais tarde ou cedo vai na cantiga
Porque o baixinho tem muita proa
É alfacinha, é de Lisboa

Eu cá sempre ouvi dizer / Que um homem que é pequenino
Que por força tem de ser / Ou velhaco ou dançarino

Este ditado é bem fraco / E a muito baixinho custa
Pois dançarino e velhaco / Aos altos também se ajusta