- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

A rua que subias

Carlos Conde / Alfredo Duarte *fado cuf*
Repertório de Raul Pereira

Quanta vez eu na esperança de te ver
Desci a mesma rua que subias
E nunca me importava de descer
Só p'ra te ver subir todos os dias

Como seguindo as leis duma promessa
Tudo fiz p'ra te ver, p'ra te falar
Mas via-te subir muito depressa
A rua que eu descia devagar

O tempo foi passando, foi correndo
A fé foi-se aos poucos diluindo
E mais tarde encontrei-te já descendo
A rua que eu então vinha subindo

Sorriste-me, por fim, sorrisos falsos
De quem já não tem medo de cair
É que as rampas, tão cheias de percalços
Custam mais a descer do que a subir