<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Fragatas a passar

Castro Infante / Eduardo César
Repertório de Maria Valejo

Lisboa é uma mulher / De colinas enfeitada
Tem o sol para se aquecer / E está ao Tejo abraçada

Eternamente do fado / E feliz noiva do mar
Tem sempre um apaixonado / Para o seu fado cantar

Fragatas a passar
Velhotes a pescar
Varinas discutindo na Ribeira
Há sol pelas vielas
Há roupa nas janelas
Há cor nesta Lisboa marinheira
Os pares de braço dado
Que sobem o Chiado
Sorriem para o futuro com fé
Chamando pela gente
Desta Lisboa quente
Estão a tocar os sinos lá na Sé

Verdes ondas rendilhando / Com espuma e algas partidas
Traineiras que vão passando / Pelas gaivotas perseguidas

Passam de bibe e sacola / Ao ar fresco da manhã
Crianças que vão para a escola / São os homens de amanhã