<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Deixai ouvir as guitarras

Fernando Campos de Castro / Maria da Luz Castro e Silva
Repertório de Arlindo de Oliveira

Deixai ouvir livremente
Uma guitarra dolente
Na viela mais sombria
Deixai ouvir por favor
A gemer notas de dor
Entre copos de sangria

Deixai ouvir as guitarras
Essas cordas que são garras / A magoar-nos por dentro
Deixai ouvi-las e vêde
A gritar que têm sede / Nos rios do sofrimento

Silêncio deixai ouvir
As guitarras a carpir / Quando à noite estamos sós
Deixai ouvir o trinado
Esse choro desgarrado / Que é choro de todos nós

Deixai ouvir os fadistas
Guitarras e guitarristas / A gemer tudo o que fomos
Deixai-os porque eles são
Pedaços do coração / Do povo grande que somos