Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes.
Loading ...

Por questões de funcionalidade, existem índices divididos em 2/3 colunas.

Os Fados de Coimbra bem como os Fados Humorísticos estão em colunas próprias.

Procure a letra do Fado * Pelo título correto * E veja aqui publicado * O seu Fado predileto.

Se não encontra o Fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

6.000 Publicações <> 1.750.000 Visitas <> Maio 2020

-

A Mariquinhas velhinha

Letra e música Pedro Fernandes Martins *Fado Marcelino*
Repertório do autor

A Mariquinhas velhinha
Vai pedindo por sustento
Mendigando, coitadinha
Sem ter casa e testamento


Ninguém sabe onde ela mora / Diz-se que dorme no chão
Em cima de um papelão / Até ao romper da aurora
Anda pela rua fora / Repetindo a ladainha
Ajudem a pobrezinha / Que já tem pouca saúde
E há sempre quem ajude
A Mariquinhas velhinha

Tem sempre a mesma rotina / De não ter nada a perder
De só desejar morrer / Por viver tão triste sina
Como já não é menina / Poucos lhe dão alimento
E por dormir ao relento / Não lhe resta quase nada
Vai vivendo desgraçada
Vai pedindo por sustento

A quem passa estica a mão / Pede à porta do mercado
E quando este está fechado / Vai prá porta da estação
Com as esmolas compra pão / Mais uma sopa quentinha
E quando cai a noitinha / Deita-se no papelão
Vive nessa condição
Mendigando, coitadinha

Pouco resta do passado / Ficou, talvez, a saudade
Que não traz felicidade / Porque tudo está mudado
Pobre mulher, mas que fado / Anda à mercê do tormento
Ao sol, à chuva, ao vento / Vive com essa má sorte
À espera da sua morte
Sem ter casa e testamento