- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ MARÇO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa.

Fadinho da PT

Mário Raínho / Fontes Rocha
Repertório de Maria Armanda

O telefone, esse invento
Dá-nos cabo do caneco
E também do orçamento
Se falamos pró boneco

É o zero seis e tal
Com que ficamos lixados
Pois pagamos afinal
Nos valores acrescentados

Ai trim-tim-tim-tim-tim / A toda a hora, que horror
É melhor pôr a chamada / P’ra atender no gravador
Ai trim-tim-tim-tim-tim / Às vezes fora de tom
Quem é que nos paga as contas / Da Portugal Telecom?

Já não há troncas nem broncas
Mas não andamos serenos
Porque são maiores as contas
E os impulsos mais pequenos

Linhas trocadas em casa
Se apanho, disparo à bruta
Frases p’ra deixar em brasa
Os ouvidos que quem escuta