- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.515 LETRAS PUBLICADAS <> 2.552.800 VISITAS < > AGOSTO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Entre nós dois, o silêncio

José Freire / Renato Varela *fado varela*
Repertório de José Freire

Os teus cabelos negros noutro ombro
O teu rosto colado noutro rosto
Nos meus olhos parados o assombro
Nos meu lábios franzidos o desgosto

Nas minhas mãos vazias o calor
Do calor doutras mãos doce e recente
Nos teus lábios distantes o sabor
Sem sabor do amor que se não sente

Entre nós dois silêncio e um adeus
Sem lágrimas capazes de entristecê-lo
E ao longe tão ao longe beijos meus
Vão de leve poisar no teu cabelo

Lembrei-me que na vida tudo é breve
Pois os sonhos mal chegam logo vão
Não há bem que o destino nunca leve
Nem sonho que não seja frustração

Letra extraída do blogue: http://bocaslindas.blogspot.com