- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.360 LETRAS <> 2.245.800 VISITAS <> AGOSTO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fado dos cheirinhos

Ary dos Santos / Fernando Tordo
Repertório de Carlos do Carmo

Ai que cheirinho
Tem o lindo caldo verde que tu trazes nos teus olhos
Ai que cheirinho

Tem o alecrim da esperança que tu me atas aos molhos
Ai que cheirinho

Têm as roupas de linho que tu estendes nas janelas
Ai que cheirinho
Gosto mais do amor contigo, do que das iscas com elas

Tua boca cheira a cravo / O teu corpo a segurelha
Quando cheiro o teu cabelo / Cheiro uma rosa vermelha
Tens um cheiro a hortelã / Na pimenta das palavras
Quando acordas de manhã / Tens tempero de ervas bravas

Tens um cheiro a erva-doce / Mesmo na ponta dos dedos
E és já como se eu fosse / Um cravinho de segredos
Há um cheiro a madrugada / Nas colinas dos teus seios
E uma amora perfumada / Nos teus belos lábios cheios

Teu corpo cheira a maçã / E até o nosso filho
Quando nascer, amanhã / Há-de cheirar a tomilho
Porque me cheiras tão bem / Desde o dia em que te vi?
No fundo, sabes meu bem / É porque cheiras a ti