- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ FEVEREIRO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

BARRA DE PESQUISA

Ninfas

Luiz Vaz de Camões / Carlos Gonçalves
Repertório de Cristina Branco

Já não fugia a bela Ninfa, tanto
Por se dar cara ao triste que a seguia
Como por ter ouvido o doce canto
Às namoradas mágoas que dizia

Volvendo o rosto já sereno e santo
Toda banhada em riso e alegria
Cair se deixa aos pés do vencedor
Que todo se desfaz em puro amor

Oh que famintos beijos na floresta
E que mimoso choro que soava
Que afagos tão suaves, que ira honesta
Que em risinhos alegres se tornava

Os que mais passam na manhã e na sesta
Que Vénus com prazeres inflamava
Melhor é experimentá-lo que julgá-lo
Mas julgue-o quem não pode experimentá-lo