- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.555 LETRAS PUBLICADAS <> 2.603.800 VISITAS < > OUTUBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se o meu amor fosse um fado

António Laranjeira / Alfredo Duarte *fado mocita dos caracóis*
Repertório de Luísa Rocha

Por mais que cante ou segrede
Impulsos de amor, preversos
O teu olhar não se atreve
A pedir que não me entregue
Á loucura dos meus versos

Por muito que esta aflição /  Me dilacere por dentro
Que esta dor não seja em vão  / Para que o meu coração
Aprenda com o sofrimento

Se o meu corpo abandonada / Descansasse no teu peito
Se o meu amor fosse um fado / Num pecado perdoado
Pelo bem que me tens feito

Dissemos tantas palavras / Sofremos o que sofremos
Os nossos pequenos nadas / As frases inacabadas
É este amor que vivemos