- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.690 LETRAS PUBLICADAS <> 2.655.000 VISITAS < > 01 JANEIRO 2023
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Morrinha

Amália Rodrigues / Carlos Gonçalves
Repertório de Amália


Ai, sonhos, pranto, rios, poço, corpo
De lírio e hortelã agreste
São sonho que morre, são água que corre
Que da minha sede bebeste

Na minha cama há um lençol de linho

Que hoje é como eu, sózinho
A sua brancura, a minha ternura
São minha loucura, meu espinho

Na minha solidão, que é toda minha

Na minha solidão, sózinha
Tristeza em botão que eu guardo na mão
Crescendo, crescendo, morrinha