-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores dos temas aqui apresentados.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* 7.355' LETRAS <> 3.257.500 VISITAS * MAIO 2024 *

. . .

Quem o fado calunia

Aníbal Nazaré / Raúl Ferrão *fado calúnia*
Repertório de Maria Clara
Esta versão (original) é ligeiramente da diferente 
doutras versões que foram surgindo.

Quem o fado calunia, não entende
O encanto das vielas de Lisboa
Ser fadista, não se estuda nem se aprende
Nasce logo, quando nasce uma pessoa

E essa voz que á gente fala e nos responde
Que nos vem não sei de aonde
Não se compra nem se vende

O fado é prazer e dor
Amar, sofrer, orgulho e altivez
Veio da ralé, viveu, cantou
Sofreu e amou p'ra ser português

Um fadista, uma cantiga, uma guitarra
E a mulher que mais te ame sempre ao teu lado
Uma bota afiambrada, uma samarra
E uma alma p'ra saber cantar o fado

E é isto que é preciso, meus senhores
Pró fadinho ser cantado
Com todos os matadores