- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Lusitano vagabundo

Maria Manuel Cid / Alvaro Martins *fado pão de gestos*
Repertório de Carlos Zel

Lusitano vagabundo
Foi um pintor genial
Pintou no quadro no mundo
O rosto de Portugal

Marinheiro, aqui nasceu
Marinheiro quis navegar
Enquanto a pátria cresceu
Andava no alto mar

E do mar voltou um dia
Triste fim, sem o saber
Veio ao sabor da agonia
Só voltou para morrer

E na praia quis ficar
Para ali ao Deus-dará
Marinheiro olhando o mar
Que foi seu e não será