- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Quando eu passar por ti

Carlos Conde / Alfredo Duarte *fado alexandrino*
Repertório de Celeste Machado 

Quando eu passar por ti não voltes o teu rosto
Olha-me bem de frente, eu quero ver-te bem
Se já vivo a sofrer, curtindo o meu desgosto
Não me faças penar sofrendo o teu desdém

Quando eu passar por ti não me apontes ao mundo
Como coisa vulgar de um tempo que passou
Hoje que já perdi o teu amor profundo
Não me faças passar por coisas que não sou

Quando eu passar por ti não contes à mulher
Que sempre te acompanha, as minhas paixões cruas
Noites sem te falar e dias sem te ver
A chorar no meu quarto entre paredes nuas

Mas fala, podes rir, fazer-me a alma
em fel
Um
dia hás-de saber que nesta vida atroz
Não há crime maior, pecado mais cruel
Do que a gente sorrir de quem chora por nós