- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - - - -
As 5.440 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os
- - - - -
Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo*
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Maria da Paz

Nóbrega e Sousa / Boavida Portugal
Repertório de Tristão da Silva

Maria da Paz, foi longe, na França
Que o teu bem morreu
E um filho, mais tarde, anda uma criança
No mar se perdeu 

Teu netinho, agora, soldado garboso
Quer a pátria honrar
E o teu pensamento embora saudoso
Anda a perguntar

Dei-te um amor verdadeiro / Daquele que Deus me deu
Dei-te um filho marinheiro / E o neto è também teu
Dei-te lágrimas e ais / O melhor da minha vida
O que posso eu dar-te mais / Ó pátria querida


Maria da Paz
Toda a imensa dor que o teu peito encerra
Nasceu afinal
No gelado amor da maldita guerra 


Teu ollhar velhinho
De mágoa fenece, farto de chorar
E o teu pensamento
Como numa prece, anda a murmurar