- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Menino triste

Letra e música de Jorge Fernando
Repertório de Jorge Fernando c/ Jorge Nunes

Olhos fixos, tristes, fixos não sei onde
Redondos, parados, lentos e perdidos
E o que de triste às vezes o olhar esconde
São mágoas a exorcizar-nos os sentidos

E o vento, entre os cabelos ao vento
Como dedos solidários e profanos
Eram como duas mãos a dar-lhe alento
Não tinha mais que dez ou doze anos

De que profundezas sofreu, o abismo
Que de brincar, recusou todo o seu ser
E que mão lhe derramou um tal cinismo
De culpas e recusas de viver

Não lhe deu afago a vida, e então ele
Cresceu no corpo em que a alma lhe cresceu
Trago todo na memória e em minha pele
Porque esse menino triste… era eu!