- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Noite de inverno

João Gigante-Ferreira / Alfredo Duarte *mocita dos caracóis*
Repertório de Helena Sarmento

Dorme o frio nos telhados
Dorme o vento nas gaivotas;
Os amantes abraçados
Dois veleiros ancorados
O segredo atrás das portas;
Dorme o frio nos telhados
Os amantes abraçados
Voo raso de gaivotas

Caem brilhos de cristais / Quando a chuva se ilumina
Quando os corpos pedem mais
Espadas de samurais / Bainhas de concubina
Caem brilhos de cristais
Quando os corpos pedem mais / Quando a chuva se ilumina

Já se espera o que acontece / Quando o fogo se incendeia
Quando o corpo se apetece
O inverno de si esquece / Todo o frio em que se enleia
Quando o corpo se apetece
Nele se afunda o fogo em prece / Como canto de sereia

Caem sombras aos pedaços / Entre o frio da janela
No sossego dos teus braços
Cerra a noite os seus espaços / No amor que por mim vela
No sossego dos teus braços
Os meus sonhos são estrelas / Debruçadas na janela