- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Rua dos correeiros

Manuel Alegre / João Braga
Repertório de João Braga

Na Rua dos Correeiros / Lisboa discreta e estreita
Tem por detrás dos letreiros / Outra Lisboa que espreita

Lisboa que nos aperta / Com seu coração antigo
Onde o meu amor desperta / Para me levar consigo

Lisboa que passa esguia
A lembrar amores primeiros
E a secreta poesia
Da Rua dos Correeiros
Rua que vai para o Tejo
Sem nunca o Tejo se ver
Rua onde passo e só vejo
O que ela finge esconder

Tudo sabe a intimidade / A eternidade e os instantes
O futuro em outra idade / O agora dentro do antes

Ao longe, um vapor apita / E há o bater dos calceteiros
Que deixam Lisboa escrita / Na Rua dos Correeiros