<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Anda o amor nas pedras da calçada

Neca Rafael / Miguel Ramos *fado alberto*
Repertório de Aurélia Adelaide

Anda o amor nas pedras da calçada
Anda de boca em boca sem sabor
O gostar é gostar, isso è nada
O gostar è diferente do amor

O amor traz ciúmes, traz a dor
A dor que nos devora docemente
P'lo amor de Deus, não chames amor
Ao amor que se trai constantemente

Ai... quando existe amor, mas de verdade
E quando se ama até sem ser amada
Sofre-se desse amor, tal crueldade
Mas è ele, só ele, e o resto è nada

È tão bom provocar o azedume
È chama que se apaga e que se acende
Porque o amor sem ponta de ciúme 
Não tem sabor algum, não se comprende