- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.700 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Não sei que nome dás ao meu amor

Maria de Lourdes Carvalho / Miguel Ramos *fado margaridas*
Repertório de António Mourão

Andei esquecido de mim p’ra te lembrar
Na minha vida és tema renovado
És rima que não canto por cantar
Tu és toda a razão  deste meu fado

Teus lábios de promessas e ternura
Lonjuras de carícias no eterno
Teus olhos, alegrias e venturas
Sonhado paraíso deste inferno

Há clareiras de esperança em teu sorriso
Acenos de maldade que são dor
Tens tudo que de mim te á preciso
Não sei que nome dás ao meu amor

Lutei contra esta raiva de te querer
Supliquei abandono à saudade
Lutei por conseguir o teu viver
Cheguei junto de ti e já é tarde