- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Voltarei à minha terra

Tiago Torres da Silva / Armandinho / Pedro Jóia
Repertório de Teresa Salgueiro

Voltarei à minha terra
Quando já estiver cansada
Do destino que me leva
A andar de estrada em estrada

Por enquanto eu adivinho:
Este destino que pra mim escolhi
Vai chegando de mansinho
Quando eu descubro o caminho
Que me vai levar a ti

Minha terra é a distância
Minha casa é o segundo
Em que eu lembro aquela ânsia
Que me chega da infância
E me leva pelo mundo

Por isso é que sou menina
E não vou mudar de idade
Chamo terra à minha sina
E chamo casa à saudade

Se o relógio se adianta
Prende-me o fado à garganta
E obriga-me a cantar
Como se a qualquer momento
Se escutasse a voz do vento
Nas profundezas do mar

Mas se o ponteiro se atrasa
Chamo terra e chamo casa
Ao antes e ao depois
Quando seguimos sozinhos
Vamos abrindo caminhos
Onde às vezes cabem dois