- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

No terreiro

Vasco de Lima Couto / Carlos Gonçalves
Repertório de Amália 

Eu vim do Pinhal com a terra toda 
Não trouxe Bragal para a minha boda 
Porque do Pinhal trouxe a terra toda

Depois no Terreiro dancei a Tirana 
E dei-me ao primeiro que me fez humana 
Porque no Terreiro senti-me tirana

Por muita fronteira joguei minha idade 
Com voz caminheira cantei a saudade 
Na linda maneira de não ter idade

Hoje dou-me ao vento da ponta do mar 
Neste violento modo de cantar 
Com o pensamento de te ver chorar