- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Os beijos de fadista

António Mendes / Fontes Rocha *fado isabel*
Repertório de Ana Maurício

Eu nunca tinha beijado
A boca desse fadista
Os seus beijos eram fado
Com sabor tão realista

Os beijos quentes e bons / Que ele me deu nesse dia
Era o Fado dos Dois Tons / Com sabor a Mouraria

Quando chegou à noitinha / Beijou-me com tal ternura
E como já se adivinha / Entrou no Fado Loucura

Esses beijos que levei / Sempre no tom preferido
Foram tantos que eu achei / Sabor a Fado Corrido

Mas quem beijar um fadista / Deve ter muito cuidado
Cada beijo nos conquista / 
Porque a boca sabe a fado