As 5.180 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


O meu calendário

Letra e musica de Amélia Muge
Repertório de Cristina Branco

Tu és o meu calendário
És as minhas estações;
É inverno se entristeces
É domingo se apareces
E se te zangas, é claro;
Chega o tempo das menções

O tempo que não é tempo, o tempo que nunca foi
O tempo que enamorado
Se agiganta, está parado, num tempo que nunca há
O tempo que em ti se inventa
Que se desdobra na manta onde ele próprio assenta
E que connosco se encanta
Num tempo que assim será

És o dia que amanhece
Num lençol de rosa-chã
És a tarde que demora
Que se estende noite fora
Regendo tudo o que está

O teu corpo marca as horas
Férias, pontes, tanto faz
No relógio dos meus braços
Entre pressas e demoras
O tempo anda p'ra trás