<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>
Loading ...
<> <> <> <> <>
Vai certamente encontrar // Algumas incorreções /:/ Se quiser, pode ajudar // Com boas informações.

<> <> <> <> <>
As letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <> <> <>
A seguir aos índices encontrará uma lista aconselhável de FONTES de FADO !!!

<> <> <>

<> <> <>
5.680 Letras / 1.320.000 VISITAS // JULHO 2019

Diz-me amor, como te sou querida

Florbela Espanca / Custódio Castelo
Repertório de Dina Valério 

Diz-me, amor, como te sou querida
Conta-me a glória do teu sonho eleito
Aninha-me a sorrir junto ao teu peito
Arranca-me dos pântanos da vida

Embriagada numa estranha lida
Trago nas mãos o coração desfeito
Mostra-me a luz, ensina-me o preceito 
Que me salve e levante redimida

Nesta negra cisterna em que me afundo
Sem quimeras, sem crenças, sem turnura
Agonia sem fé dum moribundo

Grito o teu nome numa sede estranha
Como se fosse, amor, toda a frescura
Das cristalinas águas da montanha