- - -

- - -
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...
- - -
° 6.000 publicações <> 1.750.000 visitas <> Maio 2020 °
- - -
° POR QUESTÕES DE FUNCIONALIDADE EXISTEM ÍNDICES DIVIDIDOS EM 2/3 COLUNAS // Os fados de Coimbra e os Humorísticos estão em colunas isoladas °
- - -
° Procure a letra do Fado // Pelo título correto // E veja aqui publicado // O seu Fado predileto // Se não encontra o seu fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido °
- - -
° fadopoesia@gmail.com °

.

O velho fado corrido

Mário Raínho / Popular *fado corrido*
Repertório de Filipa Cardoso

Quem a cantar me ensinou
O velho fado corrido
Foi a vida que passou
E apresentou-me esse amigo

Às vezes nas horas más / Se existe choro em meu canto
Sempre esse amigo é capaz  / De me enxugar esse pranto
E a guitarra, também / Que por mim tanto chorou
E assim me consolou / Pra afastar minha tristeza
Então fico com a certeza / Quem a cantar me ensinou

Se canto, para contar / Meu amor, minha paixão
Meu fado fica a pulsar / Corrido, no coração
É uma outra emoção / Um sentimento querido
Vestido com o tecido / Com que se veste a alegria
Parece que tem magia / O velho fado corrido

Passa a noite e a madrugada / Traz esse amigo, perfeito
Pra dormir na almofada / De penas, que tem meu peito
Ele sabe que tem direito / Há muito tempo o ganhou
Por isso abrigo lhe dou / Porque ele tanto me acalma
Quem o trouxe à minha alma / Foi a vida que passou

Assim de mãos enlaçadas / No meu xaile de cadilhos
Minhas quadras são rezadas / Num fado sem ter estribilhos
E em versos, com trocadilhos / Ergo o olhar e ao céu digo
Com as palavras que consigo / Num corrido, agradecida,
Ai, Fados que me deu a vida / E apresentou-me esse amigo