- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.570 LETRAS PUBLICADAS <> 2.630.000 VISITAS < > NOVEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O botânico

Mário Raínho / Carlos Alberto Moniz
Criação de Paulo Vasco na revista * Arre Potter que é Demais*

Ai, este parque, que projecto complicado
Anda atirado de Pôncio para Pilatos
Ai, este parque nunca mais fica arrumado
E o que lhe resta é uma revista em dois actos

Era um casino, um arquitecto americano
Mais o magano que o escolheu, que genial
Mas este parque fica pronto já pró ano
É já pró ano, pró ano três mil e tal

Como este parque outro não há

Isto parece o deserto do Saará
Só ganha vida
Só dá nasvistas
Nas eleições, quando precisam dos artistas
Ai este parque está velho e torto
Ainda acaba em pista de aeroporto
Só ganha vida
Só dá nas vistas
Nas eleições, quando precisam dos artistas