- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.572.800 VISITAS < > SETEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A prova dos nove

Artur Ribeiro / Fontes Rocha *fado isabel*
Repertório de José Manuel Castro

Como quem vai ver se chove
No meio duma chuvada
Tirei a prova dos nove
Ao teu amor, e deu nada

Depois fiz de novo a prova / Na esperança de ter errado
E tornei mais funda a cova / Que entre nós tinha cavado

Não devia ficar triste / Pois sabia de antemão
Que nenhum amor resiste / A qualquer equação

Nunca resulta na prática / E provoca sofrimentos
Por as leis da matemática / A aquilatar sentimentos

Mas sou teimoso, e assim / Lembrei-me, já no final
De tirar a prova a mim / E deu zero, por sinal