- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ MARÇO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa.

Casa portuguesa

Reinaldo Ferreira / Matos Sequeira / Artur Fonseca
Repertório de Amália

Numa casa portuguesa fica bem p
ão e vinho sobre a mesa
E se à porta humildemente bate alguém
Senta-se à mesa com a gente
Fica bem esta franqueza, fica bem e o povo nunca desmente
Que a alegria da pobreza e
stá nesta grande riqueza
De dar e ficar contente

Quatro paredes caiadas / Um cheirinho a alecrim
Um cacho de uvas doiradas / Duas rosas no jardim
Um São José de azulejos / Mais o sol da primavera
Uma promessa de beijos / Dois braços a minha espera
É uma casa portuguesa com certeza
É com certeza uma casa portuguesa

No conforto pobrezinho do meu lar há fartura de carinho
A cortina da janela é o luar
Mais o sol que bate nela
Basta um pouco, um poucochinho p’ra alegrar uma existência singela
É só amor, pão e vinho
E um caldo verde, verdinho a fumegar na tigela