<>-----<>-----<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>-----<>-----<>
Loading ...

5.915 LETRAS // 1.500.000 VISITAS // DEZEMBRO 2019

A cidade, tu, e eu

Helena Rocha / Alfredo Duarte *fado cravo*
Repertório de António Laranjeira

Dentro da minha garganta
Há uma mulher que canta
Um fado lento e sentido;
Só para amar de verdade
E depois sentir saudade
Vale a pena ter nascido

A cidade onde desperto
Fica tão longe e tão perto / Do vão da minha janela
Que sou feliz quando penso
Que nem sequer me pertenço / Porque faço parte dela

Gosto da noite em que canto
O amor, o ciúme, o pranto / E os segredos que não digo
Sinto-me bem na cidade
Posso perder-me á vontade / Porque me encontro contigo

No cansaço da procura
Nem a ilusão perdura / Já tudo se esvaneceu
Percorridos os caminhos
Ficamos os três sózinhos / A cidade, tu, e eu