- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Espera de gado

Isidoro de Oliveira / José Marques *fado triplicado*
Repertório de Manuel Cardoso de Menezes

Num galope alucinado
Vai o gado tresmalhado
Numa nuvem de poeira
Cavalos à desfilada
Sem ver nada da manada
Vão chegando à sua beira

Cabrestos a chocalhar
A saltar, a galopar / Vão também chegando perto
O gado vai-se entregando
Afrouxando, encabrestando / E entra num trote certo

Vem à frente o abegão
Por missão, vara na mão / Conduzindo toiros de raça
Na rua o povo apinhado
Animado, espera o gado / Que vai caminho da praça

Há toureiros d’improviso
Sem aviso, sem juízo / Com a coragem do vinho
Após breve confusão
Põe-se mão, com decisão / E tudo volta ao caminho

Era assim no tempo antigo
Como eu digo, meu amigo / Que os toiros entravam na praça
Hoje tudo está mudado
Vem o gado enjaulado / Já não tem a mesma graça