- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Uma graça antiga

Aldina Duarte / Fernando Freitas *fado das sardinheiras*
Repertório de Aldina Duarte

Aquela voz bem timbrada
Naquele olhar magoado
Podia não ser mais nada
Mas tudo aquilo era fado

Caminhava distraído / Como quem anda no céu
E quando havia um sentido / O seu destino era eu

Dançamos com as estrelas / Andei descalça contigo
Cantamos pelas vielas / As rimas dum fado antigo

A vida às vezes diz sim / Aos sonhos de quem não espera
Aquele teu beijo sem fim / Foi a minha primavera