- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.530 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Barulho no bairro

Letra e música de Frederico de Brito
Repertório de Deolinda Maria 

A minha rua de casinhas mal caiadas
Não tem mais que três braçadas 
Que dão bem pra eu passar
A minha rua vê-se bem a cada passo
Que se envolve num só braço 
No abraço do luar

Na minha rua eu conheço uma andorinha
Por sinal, minha vizinha 
E que mora um beiral
Pois tem por baixo cravos rubros nas janelas
Que parecem sentinelas 
Num palácio oriental

Não há rua tão gaiteira… nem tão boa
É a mais zaragateira… de Lisboa
Eu não sei que rua é esta
Tem festa todo o dia
Mas se há música na festa
Tem que haver pancadaria

A minha rua tem seu quê de presumida
É vistosa e é garrida
É boémia e anda ao léu
Uma elegante que há ali pró Bairro Alto
Com sapatos de basalto 
E estrelinhas no chapéu

A minha rua, que eu pisei ainda criança
Foi a luz da minha esperança
A razão da minha fé
A minha rua será feia, muito embora
Mas apenas quem lá mora 
É que sabe o que ela é